quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Uma palavra de conforto em meio ao caos...

A minha luta nunca foi física. Nunca precisei entrar em uma briga, dar socos na cara de alguém, usar palavras desnecessárias, se irritar, alterar a voz. No silêncio encontrei a paz necessária para escolher a palavra certa e usá-la no momento certo. O nocaute vem com a entonação serena e baixa de uma palavra recebida como um belo e forte soco. Para escolher a palavra certa é preciso treinos diários em  perceber que tudo é uma grande bobagem da razão que queremos tomar pra nós. Não queira ter sempre razão...deixe estar, deixe passar o calor da discussão, releve, relaxe num canto solitário, procure esvaziar a mente. Assim a palavra mais simples virá, quando as outras, que tomada pelo nervosismo, forem embora. Ela sempre tem o seu momento.Ela vem escolhida pelos Deuses da palavra. É um milagre pra poucos o dom da palavra.


Deixe estar e estando as coisas aprumam a seu modo...no silêncio...no tempo...de uma boa palavra. O diálogo é um desafio da nossa existência. Procure saber pra entrar na roda. Procure o silêncio se não pode com ela.

Nenhum comentário: