sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

O jogo: ser e saber x fazer


Não sei falar... Posso escrever?
Hoje retornei ao trabalho após três dias em casa com sinusite crônica. Confesso que estava disposto a desenvolver todas as estratégias de como vender, para de fato vender, e chegar ao objetivo da companhia. Não sei explicar. Não deu.

Era um clima denso... Uma energia pesada, as coisas ficavam meio que paradas no ar. Não houve movimento na loja. Estamos no fim de janeiro e o povo esta sem dinheiro. Não havia produtos novos na loja. Não havia demarcação interessante para que o cliente pudesse levar pelo preço bacana. Enfim não havia muito atrativo, mas havia um clima hostil.

No caminho do trabalho passei a padaria: comprei pães, queijo e uma sopa pronta para poder jantar e me alimentar direito. Pensei no café que sempre gosto de preparar quando chego ao final da tarde em casa. Pensei em ir até o Porto da Barra dar um mergulho... Mas estou sem energia, sem entusiasmo pra realizar coisas. Estou inquieto e estranho e fora de orbita. Pensei em sentar e escrever com calma a noite toda. Pensei em muita coisa, mas do que preciso mesmo não tenho agora. Precisava sentar e ter alguém para apenas me escutar. Queria apenas sentar e chorar ate cansar sem precisar falar nada. E que ninguém me pedisse explicação de nada. Sinto-me estranho, como se estivesse roubado algo de alguém e que agora a culpa me tomasse conta. Estou com preguiça, a palavra é essa mesmo, preguiça de justificar tudo o tempo todo. De usar palavras para me defender no trabalho. De usar palavras para tentar explicar aquilo que os meus atos não provaram. De fazer o uso disso em defesa própria. É tudo tão pequeno...você sabe que é tudo tão pequeno. Vale mais a saúde. Vale mais o olho no olho. Vale muito mais a parceria. Vale muito mais abrir mão da critica pesada para permitir o erro alheio. Errar é mais que humano. Então esse jogo proposto não tem sentido. Onde iremos chegar? Somos apenas uma ferramenta de um poder maior. Ninguém cria sozinho por si e para si mesmo. Precisamos de idéias maiores.

Gosto de mergulhar quando entro nessas de pensar demais na vida... Vou cair no colo de Yemanjá, mergulhar é sonhar acordado.

Um comentário:

Florinha Afável disse...

Procure por óleo de copaíba no mercado central. É ótimo pra tratar sinusite.